Estudar como não perder dinheiro é mais importante do que estudar como fazer dinheiro.

Seja bem-vindo ao Risco & Retorno.

"Leva cinco anos para aprender a fazer dinheiro e vinte e cinco anos para aprender a não perdê-lo." -Nassim N. Taleb

É com este objetivo, que o Risco & Retorno foi criado: Precisamos fazer apostas inteligentes e ao mesmo tempo preservar economias. Ao contrario do que muitos pensam, apostar não significa falta de conhecimento. Em um mundo incerto, saber apostar significa sobreviver e manter a chance de ganhos ilimitados aberta.

Não tente fazer com que os rendimentos das suas economias substitua seu trabalho. Foque no seu trabalho. As pessoas possuem esta idéia ingênua que as economias devam ser uma máquina geradora de receita primária ao invés de uma máquina de preservação.
Economias existem para serem preservadas.

Convexidade é poder.

O famoso trader de opções e escritor Nassim Taleb certa vez disse:

“Convexidade é mais importante que conhecimento.”

Buscar possibilidades ilimitadas de ganho, limitando a perda, é a chave. Quando ganhar, ganhar muito e quando perder, perder pouco. É sobre este conceito que iremos abordar exaustivamente, tanto na teoria como na prática, aqui no Risco & Retorno.

Pouco se ouve falar sobre risco (possibilidade de perda) hoje em dia. Parece que temos sempre uma fórmula mágica da riqueza em diversos cursos oferecidos na web. Fala-se somente do retorno e se esquece do risco. Afirmo que toda a tomada de decisão deve primeiro partir de uma análise do que pode dar errado.

“Certifique-se de que a probabilidade do inaceitável é nula.”- Ray Dalio

Em mais de duas décadas no mercado financeiro, posso afirmar: sobreviver é o mais importante. Para tanto, precisamos ter a clareza de pensamento de que as coisas dão erradas, imprevistos acontecem e que ser prudente é fundamental. Em outras palavras: não ouvir o canto da sereia.

“Evitar a estupidez é mais fácil do que buscar o brilhantismo.” - Chalie Munger

Quem é Carlos G. Chaves

Nasci em Porto Alegre, RS em 1969. Sou casado desde 1997 com a Anna Cecilia e tenho dois filhos maravilhosos (Carolina e Rodrigo) e uma cadelinha Shitzu chamada Shine.

Sou formado em Administração de Empresas e pós-graduado em marketing (“PUC-RS”), além de doutor honorário formado pela “University of Hard Knocks” (Universidade da Vida).

Sou um Trend Follower (desde que nasci). Identifico e sigo tendências: seja na vida, nos negócios ou nos mercados financeiros. Nunca tive dificuldade para cortar as perdas e admitir que algo não está funcionando como planejei. Se estou errado, corto a perda rapidamente, preservando energia e capital. Se estou certo, mantenho minha posição lucrativa (favorável) até que a tendência termine. Quando perco, perco pouco. Quando ganho, busco ganhar muito seguindo a tendência até que ela termine.

Não sou otimista nem pessimista. Sou realista. Sou pé no chão. Quando entro em um empreeendimento ou investimento, minha primeira pergunta é: qual o pior que pode acontecer? Minha segunda pergunta é: onde fica a minha saída? A partir destas informações decido se continuo ou não a conversa. Quero fatos e não narrativas que seduzem e prejudicam meu julgamento.

Meu site meu pessoal CGChaves

Sou co-fundador e diretor de gestão de recursos na Seival Investimentos

Site Risco & Retorno

Aparições na midia

Carlos apareceu em várias publicações especializadas em negócios e finanças como: Valor Econômico, Infomoney, Valor Investe, Exame e O Globo.

Para saber mais sobre aparições na midia visite Mídia

AVISO: Esta newsletter é meramente informativa, não se configurando como relatório de análise; o Risco & Retorno não faz recomendações de investimento.